Arquivo de março, 2010

A despeito da operação Pandora, do julgamento dos Nardoni e da final do BBB 10, tenho me sentido muito feliz. Dificilmente postarei aqui um texto melodramático ou de cunho social por um bom tempo. Não que a felicidade nos cegue. Mas talvez nos traga mais esperança de que, de alguma forma, as coisas podem melhorar. Continuo trabalhando em condições precárias com os filhos da escravidão no Brasil. Continuo fazendo um mestrado extremamente competitivo que pertence à elite acadêmica que discrimina quem tem vida social. Continuo achando as pessoas em Brasília esquisitas e distantes (exceto por uma pessoa em especial que tem mudado essa visão, rs…). Continuo com saudade dos meus amigos e da minha família.

Mas, de uma forma estranhamente nova e desconhecida pra mim, me sinto feliz.

p.s.: fitinha vermelha no meu blog… valei-me, Santa Luzia!! Hehehe  😉

I had no choice but to hear you
You stated your case time and again
I thought about it

You treat me like I’m a princess
I’m not used to liking that
You ask how my day was


You’ve already won me over in spite of me
Don’t be alarmed if I fall head over feet
Don’t be surprised if I love you for all that you are
I couldn’t help it
It’s all your fault


Metal e nuvens

Publicado: março 6, 2010 em inícios... u.u

E nossa história não estará pelo avesso
Assim, sem final feliz.
Teremos coisas bonitas pra contar.

E até lá, vamos viver
Temos muito ainda por fazer
Não olhe pra trás
Apenas começamos.
O mundo começa agora
Apenas começamos.



Hehehehe, mas não é doença, não…

Fora isso, a gente também sente uma paz indescritível, Calvin. Vê se não deixa a Susie escapar!  ; )

Bill Waterson criador do Calvin descreve-o como um menino hiperativo que tem uma energia imensa e criatividade à flor da pele.

Acho que encontrei um Calvin pra mim, rs.